É verdade esse artigo

Uma mentira repetida mil vezes se torna verdade. Incrível o poder desta frase, que, de tão assustadora e surreal, mais de um século depois ainda não aprendemos com ela.

A frase acima é do mestre do terror Joseph Goebbels ministro da propaganda do Nazismo.

O maior desserviço já prestado ao meio que tanto amo e admiro, e, ao mesmo tempo, a maior demonstração do poder da propaganda que o mundo já viu.

Estamos em uma era em que a mentira não tem mais lugar. Seja no dia a dia, nas relações interpessoais, nas empresas, com seus colegas, em casa com seus familiares. Claro que não estou falando que a mentira já teve seu lugar, o que nunca aconteceu, mas estou falando da facilidade da confirmação dos fatos nos dias de hoje.

Hoje, poder é informação e a informação deve ser verdadeira e segura.

O facebook, por exemplo, em cada artigo que se é compartilhado, carrega consigo a fonte da origem dos dados. Ação essa para barrar as famigeradas Fake News.

STORYTELLING NÃO SE CRIA, SE CONTA

Em um mundo onde a conexão e a informação voam juntos, uma mentira contada mil vezes não se torna uma verdade, mas uma vergonha.

Não estou bancando o moralista, tão pouco juiz e executor. Mas, estou prestando um serviço para marketing.

Já ouvimos casos como o da Diletto e o do Suco do bem que pegaram muito mal, vamos lembrar:

A Do Bem, foi notificada pelo Procon Carioca por ter desrespeitado o Código de Defesa do Consumidor. E teve que se explicar sobre a História que contou: Tudo começou quando uma reportagem da revista Exame revelou que o suco de laranja vendido pela Do Bem era fornecido por uma gigante do setor, e não pelo “Seu Francisco”, como dizia um dos seus textos publicitários. Já a fabricante de sorvetes Diletto criou a história do Nonno Vittorio, que seria avô de um dos donos da empresa e teria trazido da Itália sua receita de sorvetes. O Conselho Nacional de Autorregulação Publicitária (Conar) abriu processos para julgar a postura das duas empresas. Segundo matéria do O Globo.

QUEBRA DE CONFIANÇA

Um dos maiores ativos das empresas está em consolidar laços de confiança com seu consumidor, e posso atestar, uma historinha destas quebra qualquer um.

Agora a história não é outra, mas a mesma, que pena. A tal da Bettina, que em vídeo afirma ter levantado 1 milhão em investimentos. Vídeo esse da Empiricus, maior enviador de emails do Brasil, que patrocina a moça empreendedora.

Verdades a parte a questão é só outra.

Pegou muito mal. É só dar uma olhada nos comentários, alguns de ódio inclusive.

Muitos postando um outro vídeo da Milionária onde ela afirma que: “O meu pai a vida inteira guardou um dinheiro na poupança pra mim. Quando eu fiz 19 anos, ele me deu o dinheiro e falou: e agora, o que é que você quer fazer com essa grana?”

Não existe má publicidade: apenas publicidade

Não é assim que o consumidor pensa, tão pouco os órgão responsáveis.

Uma mancha no seu espectro de confiança pode abalar e muito suas estruturas.

Imaginem que possivelmente uma empresa como a Empiricus, que apresenta-se como: “Não somos um banco, nem uma corretora. Vendemos assinaturas, onde publicamos ideias com as melhores sugestões de investimentos, em várias estratégias diferentes. De A a Z”

Possivelmente tem em sua matriz Swot uma das forças e seu maior diferencial como Confiança. Pois é exatamente o que busca alguém que vai colocar o seu rico dinheiro conforme as dicas deles em algum lugar.

QUANDO O STORYTELLING ACERTA E QUANDO ELE ERRA?

No ponto de vista de marketing, se a história não tem sustentação, se o personagem não passou confiança, se a relação não é transparente, pare! Não força a barra! tá pegando mal! Aliás, pegou mal!

E pior, ainda estão tentando remendar o soneto.

Fizeram um canal de respostas. Amigos, vocês precisam de uma gestão de crises e de um Marketing que oriente que história não se cria, se conta.

Dicas para a Empiricus (e para todos vocês) de como construir um Storytelling

1) Ser Verdadeiro.

No storytelling, a veracidade das informações é muito importante, pois as pessoas querem se inspirar na sua história para construir a deles.

2) Ser emocionante

A história deve ser emocionante. Uma boa história é aquela que transporta o espectador para a realidade contada. Ninguém quer ouvir histórias normais e mornas (disso a vida ta cheia)

3) Construir um bom enredo

A história precisa se diferenciar das demais, precisa ser bem escrita e ter um propósito claro. Aqui está inserido seu propósito de valor.

4) Inove no Formato

Vídeos, textos, interação. Precisamos repensar na forma de contar a história o tempo todo.

Add comment: