Google Analytics

Descubra quais são as análises mais refinadas do Google Analytics

Imagem: Pexels.

 

Para quem já trabalha no Marketing Digital, falar sobre análises refinadas do Google Analytics não se trata de nenhum bicho de sete cabeças, mas, se você ainda não sabe sobre o que se trata, não se preocupe, iremos explicar.

 

Em termos gerais, é através dessa ferramenta que você pode monitorar o desempenho dos seus canais no Google como site e blog, por exemplo, através de dados que serão analisados e associados a outras métricas gerando insights.

 

Isso significa que, é possível entender como os os seus usuários se comportam em relação ao conteúdo que você posta. Veja quais são as análises mais refinadas do Google Analytics. Confira!

 

5 análises mais refinadas do Google Analytics 

análise de métricas

 

Veja quais são a seguir.

 

1.Métrica do número de visitas do Google Analytics

Vamos começar então pela métrica mais conhecida: número de visitas. 

Para isso, vamos dividi-las entre visitantes únicos e visitas do site, sendo o primeiro o número de pessoas que visitam o site. 

 

No entanto, as visitas representam o número de acessos brutos. 

 

No caso dessa análise, ela ajuda a avaliar o número de pessoas que visitam o site, apenas, sem avaliar a qualidade das visitas!

 

2.Sessões e hits 

Em segundo lugar, tem a métrica das sessões e hits. Um hit é a interação do visitante com o site, ou seja, um comentário, um clique, e a cada hit, as informações com relação a data e hora e o navegador são agrupadas em sessões. Incrível não é?

 

No caso das sessões, elas ajudam a monitorar a atividade e o engajamento do site.

 

Por exemplo, se você associar as sessões às outras análises, vai poder determinar o tempo de atividade de cada usuário no site!

 

3.Taxa de rejeição e saída 

Essa análise já é mais conhecida, até mesmo por pessoas que não estão ligadas ao Marketing Digital.

 

Neste caso, a taxa de rejeição e saída é uma análise que o Google gera quando a navegação não ultrapassa a página do site, isto é, o usuário não quis continuar navegando no site e decidiu sair.

 

No entanto, a taxa de saída mostra o número de visitantes que saíram de uma página do site para outro lugar.

 

E além disso, vale destacar que são análises decisivas para a otimização de um site! 

 

Por exemplo, você percebe que a página inicial do seu site apresenta alta taxa de rejeição. Isso pode significar que ela não está tão atrativa ou respondendo ao que os usuários procuram e portanto, optam por não continuar navegando no site.

 

É claro que existem muitas variáveis além do conteúdo em si, mas, como dissemos anteriormente, fazer uma análise em conjunto das métricas fará com que você possa entender o contexto geral!

 

4. Google Analytics: durabilidade da sessão 

Inicialmente, ela determina o tempo gasto pela interação do visitante no site.

 

Neste caso, você poderá saber a média de tempo conforme o período planejado da sua ação.

 

5.Tráfego 

Google Analytics

 

Para entender como o seu canal recebe visitas, é importante conhecer as estratégias de captação que trazem resultados.

 

Por exemplo, redes sociais, e-mail, links patrocinados e sites com links externos.

6.Páginas mais acessadas 

Por fim, para otimizar o seu site também é importante monitorar as páginas mais acessadas e o tempo de cada sessão, para assim atrair mais visitantes qualificados. 

 

Ou seja, faça um levantamento de quais são essas páginas e em que elas se diferenciam das demais para que você possa fazer as mudanças necessárias e aumentar a qualidade das demais!

 

Conclusão 

Portanto, entender o Marketing Digital vai muito além de conhecer e saber aplicar as métricas do Google Analytics.

 

Isto é, entender como o marketing funciona, é entender como o seu negócio funciona e como atingir bons resultados!

Add comment: